Umidade em aparelhos auditivos: como protegê-los | Centro Auditivo Lider
CA Lider

Umidade em aparelhos auditivos: como protegê-los

Umidade em aparelhos auditivos: como protegê-los
Essenciais para uma boa qualidade de vida para aqueles que já sentem perdas na capacidade de ouvir, as próteses auditivas são aparelhos cada vez mais adotam em suas construções avanços tecnológicos que permitem tamanhos menores e com mais funcionalidades. Entretanto, a umidade em aparelhos auditivos pode ser um problema, pois como todo equipamento eletrônico, o aparelho auditivo também necessita de cuidados para evitar avarias e as precauções com a umidade são essenciais para manter o bom funcionamento dos equipamentos.

As próteses auditivas são compostas de microplacas e circuitos eletrônicos que são sensíveis à umidade e ao clima. Por isso, é importante tomar cuidados para evitar problemas com os equipamentos. 

Segundo a empresa especializada em desumidificação de aparelhos auditivos Redux, uma quantidade mínima de 0,5 microlitro (equivalente a 0,005 mililitro) já pode provocar uma redução de 30 decibéis no volume das próteses auditivas. Além disso, ainda de acordo com a empresa, 90% dos equipamentos têm alguma quantidade de água presente, uma vez que é impossível evitar o suor e o cerúmen. Porém, há cuidados a serem tomados para afastar eventuais danos que possam vir a ocorrer.

No verão, por exemplo, devido ao calor – principalmente em um país tropical como o Brasil –, é normal as pessoas se refrescarem em piscinas e cachoeiras, além de tomar banhos diários e, muitas vezes, mais de um banho por dia. Nestes momentos, é importante retirar os aparelhos auditivos e mantê-los em seus estojos, em local seco e fresco, além de evitar colocá-los com os cabelos molhados.

Por outro lado, o inverno também pode trazer condições adversas aos aparelhos auditivos. Mesmo que não entre em contato com chuva ou neve, as mudanças bruscas de temperatura levam à condensação da umidade dentro das próteses. 
 

Como sei que meu aparelho auditivo foi danificado?


Quando não há uma situação extrema, como o contato direto com um grande volume de água, os danos nos aparelhos auditivos podem acumular-se ao longo do tempo, de forma gradual. Entretanto, alguns sinais são indícios de que estão começando a dar problemas, como alteração no volume sem interferência humana, distorção dos sons ou até mesmo desligar sozinho.

Em caso de contato com a água, como quando flagrado por uma chuva, por exemplo, o adequado é manter o aparelho desligado, retirar a bateria e utilizar um pano limpo e seco para retirar a umidade.

Se houver pane total, ou seja, o aparelho parar de funcionar, o usuário deve desligá-lo por alguns segundos e tentar reativá-lo. O funcionamento da bateria é outro ponto a ser checado. Se, mesmo assim, o problema persistir, o aparelho auditivo deve ser trocado.
 

Como combater a umidade em aparelhos auditivos


Além da limpeza dos aparelhos com panos secos, o uso de um desumidificador elétrico é recomendado para absorver a umidade e, também, eliminar germes. Lembre-se que os cuidados com as próteses auditivas prolongam a vida útil dos equipamentos. Para mais informações sobre como cuidar dos seus aparelhos auditivos, entre em contato com o Centro Auditivo Lider!
 

Blog

CA Lider
Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies.

NOSSO TELEFONE

(41) 3095-4090
ligar

fale conosco no

WhatsApp
iniciar conversa