Aparelhos auditivos invisíveis: veja os disponíveis no mercado | Centro Auditivo Lider
CA Lider

Aparelhos auditivos invisíveis: veja os disponíveis no mercado

Aparelhos auditivos invisíveis: veja os disponíveis no mercado
Quando a pessoa percebe ou tem o diagnóstico de perda auditiva, uma das preocupações é o uso de aparelhos. Bastante visíveis em modelos mais antigos, atualmente existem aparelhos auditivos invisíveis, devido às reduzidas proporções que a tecnologia permitiu, ao mesmo tempo que amplia a eficácia de captação e ampliação do som ambiente e a adaptação dos usuários.

Ao citar a evolução dos aparelhos auditivos, é interessante fazer um resgate sobre como eles eram e o que existe disponível hoje no mercado. Os primeiros auscultadores surgiram ainda no século XIX e não passavam de cornetas que eram colocadas no ouvido e, rusticamente, ampliavam os sons. Com o passar dos anos e o avanço tecnológico, os aparelhos auditivos foram aprimorados e, atualmente, contam com três partes básicas: o microfone, o amplificador de som e o receptor. Com estes três componentes, é possível captar o som ambiente de uma forma mais natural.

Entretanto, mesmo com esta composição, as evoluções trouxeram mais conforto e qualidade. Os aparelhos analógicos, obviamente, vieram primeiro e, mesmo que tenham a mesma função, traziam alguns inconvenientes que já foram superados. Um destes incômodos era a forma de captação do som ambiente. Como era linear, havia a necessidade de ajustar manualmente o botão de volume para ser possível ouvir mais adequadamente aquilo que o usuário pretendia.

Atualmente vivemos em um mundo digital. Os aparelhos telefônicos são digitais, as transmissões de rádio e tevê são digitais e até mesmo os mapas tornaram-se digitais e imediatos, na forma de aparelhos GPS que não apenas indicam o local procurado, mas também guiam os usuários até o ponto de chegada.

Da mesma forma, os aparelhos auditivos tornaram-se digitais e estes modelos ajustam automaticamente a captação e o volume do som ambiente. Além disso, há equipamentos que utilizam baterias recarregáveis e, de tão pequenos, tornam-se praticamente aparelhos auditivos invisíveis.

Os ajustes também são feitos de forma computadorizada, de acordo com a necessidade de cada lado, pelos profissionais competentes para isso. Vale lembrar a  importância do acompanhamento fonoaudiológico para garantir a adaptação com o aparelho.
 

Quais os aparelhos auditivos invisíveis mais comuns no mercado?

Microcanal

Este modelo atende pessoas com perda auditiva leve a moderada e é indicado para quem tem o canal auditivo largo, onde ele é inserido. É o modelo com tamanho mais discreto e sua presença é quase imperceptível para as outras pessoas.

Intracanal

Maior que o modelo anterior, o aparelho auditivo fica no canal auditivo e tem controle de volume. Porém, mesmo sendo mais visível, ainda é bastante discreto. Indicado a quem tem diagnosticado perda auditiva de leve a pouco severa.

Retroauricular

Este modelo fica posicionado na parte posterior da orelha e o som é transmitido por um tubo fino ou sonda. Quanto maior o tamanho do aparelho, mais potente ele é e, por isso, pode ser indicado desde a pacientes com perdas auditivas leves até as mais profundas.
 

Receptor no canal

Neste modelo, os receptores ficam dentro do canal auditivo, permitindo que tenha um tamanho menor em relação ao aparelho auditivo anterior, mas mantendo capacidade de alta potência. Essa flexibilidade facilita a adaptação de diferentes graus de perdas auditivas.

Quer tirar dúvidas ou falar com um especialista? Clique aqui!
 

Blog

CA Lider
Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies.

NOSSO TELEFONE

(41) 3095-4090
ligar

fale conosco no

WhatsApp
iniciar conversa